Roberto Manzini - Centro Pilotagem

Pilotagem Defensiva

Notícias

Revista eletrônica The Royal Man vem ao Centro Pilotagem conferir o curso de pilotagem defensiva e evasiva

Dirigir em uma cidade grande como São Paulo ou Rio de Janeiro, não é tarefa fácil nem mesmo para pilotos profissionais, muito menos para os amadores. São vários fatores que resultam nessa conclusão pouco, ou nada, animadora, entre eles está o trânsito caótico e o pior, a violência urbana, que infelizmente, toma proporções absurdas diariamente. Prova disso são os altos índices de criminalidade no trânsito.

Estatísticas à parte, o fato é que para lidar com determinadas situações, nada melhor do que estar preparado. E por isso, não pensei duas vezes, quando fui convidado a conhecer o curso de Direção Evasiva do Centro Pilotagem Roberto Manzini. O curso é destinado para os motoristas que querem aprender técnicas que vão desde frenagem até como sair de uma situação de risco. Ideal para os motoristas profissionais ou usuários de carros blindados, mas que eu particularmente recomendo para todas as pessoas uma vez que as dicas e informações que são passadas durante o treinamento são valiosas para todo e qualquer motorista.

Também há um excesso de confiança dos motoristas que se consideram verdadeiros pilotos profissionais e que acreditam na teoria “Comigo isso nunca vai acontecer”, o que é a mais pura mentira, afinal, acidentes podem ocorrer até com o mais experiente dos pilotos. Outro ponto importante é que a maioria das pessoas ainda guiam seus carros com conceitos antigos, em que aprendemos com nossos pais ou avós em uma época que nem freio ABS existia, explicou José David, instrutor do curso.

Pois bem, se você está aberto a melhorar a forma de guiar seu carro ou mesmo se preparar melhor para uma potencial situação de risco, então você vai gostar muito desse curso, assim como eu gostei. As aulas práticas do curso de Pilotagem Evasiva são ministradas no Autódromo de Interlagos e tem duração de um dia. Você também pode ir com seu próprio carro, assim será mais fácil adaptar todas as dicas no seu dia-a-dia.

Na primeira parte do curso, logo após o café da manhã, há uma breve palestra com Israel Gur, especialista na área de segurança, que eu particularmente achei muito interessante e instrutiva. Em uma situação de risco de vida, passamos pelo choque e depois somo tomados pelo pânico, o que pode gerar um descontrole nas nossas atitudes e com isso agravarmos ainda mais a reação dos assaltantes. Claro que a melhor recomendação ainda é nunca reagir a uma situação de risco como por exemplo, um assalto, mas as explicações de como nosso corpo se comporta em um momento de stress gerado pela violência foram muito úteis e valiosas.

Depois dessa explicação toda de segurança começaram as aulas teóricas de direção. E foi aí que eu percebi quanta coisa errada eu mesmo fazia ao volante, desde uma postura inadequada no banco até como frear o carro.

Nas aulas práticas, tive o prazer de guiar um Mini Cooper S, modelo 2015, com 192 cv, teto solar e tela multi mídia de 8,8 polegadas. O carro foi cedido pela BMW especialmente para a revista The Royal Man e se saiu muito bem, parecia um kart na pista de Interlagos. No teste de frenagem ele me surpreendeu e cumpriu essa função de maneira notória.

O carro é extremamente ágil e seu câmbio automático tem trocas bem suaves de marcha, que são quase imperceptíveis. A suspensão da geração 2015 melhorou bastante com o ajuste eletrônico que deixa o Mini menos duro que seus antecessores.

Durante as manobras de direção evasiva o tamanho do Mini Cooper também ajudou,  facilitou a pilotagem e teve uma saída rápida das situações de risco. Ao longo do curso existe algumas simulações de assalto, onde o motorista é abordado por potenciais bandidos e recebe algumas rajadas de tiros. Claro que nesse caso são de armas de paintball.

Mas mesmo sendo bolinhas de tintas, a impressão é que eu estava realmente em uma situação real e já me fez lembrar as explicações de segurança no início do dia, onde entramos em choque e depois pânico.

Outra coisa muito bacana é que o curso não é para ensinar ninguém a fazer manobras cinematográficas ou incentivar as pessoas a reagirem de maneira aleatória à uma abordagem. Pelo contrário, o objetivo é conscientizar o motorista e treiná-lo para uma direção mais funcional e segura.

Então fica a dica para quem quer passar um dia muito prazeroso e ainda aprender como guiar o carro de maneira correta. Você também pode reunir os amigos para fazer o curso, que eu garanto  que a diversão e o aprendizado serão garantidos!

Fonte: The Royal Man